sábado, 3 de dezembro de 2011

Dia do Samba- Homenagem a João Nogueira... será?

Quem me conhece sabe: para mim, 02 de dezembro é um dia- estipulado por alguém em algum momento- para se comemorar o samba. Todos os dias são dias de samba, de arte, de reinvidiações, de lamento, de roda, de mesa, de cuica, de tamborim, de pisada no chão...

Em nossa vida (quando digo 'nosso', refiro-me a mim e Pethrus), o samba faz parte de nosso dia a dia, de nossas citações para momentos diversos, em nossas rodas de amigos, e quando estamos só...

Depois de anos, decidimos prestigiar o movimento comemorativo ao Samba que aconteceria este ano no Centro Histórico. Motivo? Simples. O homenageado da vez, João Nogueira, é muito admirado por nós e, no fundo, existia a esperança de ver algo novo. Uma configuração que realmente valorizasse os sambistas e amantes deste gênero. PURA ILUSÃO...

Ouvimos de tudo no Centro Histórico. Quantos samba ouvi de João Nogueira? Até as 22h (chegamos às 19h), duas composições. O que predominou? Pessoas que nada tinham haver com o samba. Axés, movimentos ligados ' a negritude' (alguns com um discurso bem conveniente...), baixaria, pedido de voto para vereador em 2012...

Me vi em um lugar que me incomoda bastante; quando sinto vergonha alheia. Me senti mal de perceber que a Bahia- espaço tão construtor de manifestações de samba- não apresenta uma formatação e validação séria a este movimento cultural.

Um movimento tinidamente 'armengado', com organizadores sem o mínimo de logística. Músicos sem conhecer o que caberia a eles tocar (nitidamente, não foi apresentado previamente a eles o repertório). Muitos cantores carentes de oportunidade, mas nada a oferecer de SAMBA, muito menos samba de João Nogueira.

Para que divulgar uma homenagem a João Nogueira nos meios de comunicação, se não houve um desejo real para isso? Talvez, para trazer seu filho, Diogo Nogueira, que virou 'modinha' entre os pagodeiros de plantão que se intitulam sambistas.

Onde o samba nasceu? Para mim, aqui na Bahia. Mas, sinceramente, às vezes, o sentimento que INFELIZMENTE tenho ( e acredito que não estou só nesta caminhada), é que o samba também está morrendo por estas bandas.....

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Bolinhos de arroz recheados



Definitivamente, a gastronomia é uma alquimia. O bom está no experimentar novos ingredientes sem medo de errar. E se errar, faz parte!!


Hoje, fiz uma receita supersimples, mas dei alguns 'toques'. Normalmente, na receita de bolinho de arroz, coloca-se além do arroz (claro!!) a farinha de trigo e o ovo para dar a 'liga'.


Eu experimentei. Processei o pão e misturei ao arroz, substituindo a farinha de trigo. (Achei, inclusive, que ficou mais saboroso). Além disso, utilizei frango e manjericão como recheio.

Valeu a pena!! Ficou delicioso!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Noel por Chico, Tom e Dory Caymmi


video


Engraçado como às vezes sentimos saudades de um tempo que não vivemos. É assim comigo, principalmente quando está relacionado a movimentos musicais. Desde pequena, ouço- em especial- Tom Jobim. Muita influência de minha mãe.


Às vezes, imagino até que sua composição, Luis,a foi feita para mim. Que queixo, hein? (rsrs) Pode até não ter sido feita para mim, mas concordo quando Drummond dizia que 'o seu poema quando publicado deixava de ser dele para ser do mundo'. O mesmo acontece com as produções de um compositor.


A música Luisa se tornou minha. E não é à toa que pessoas próximas minhas- que me querem bem, como meu amado e tia Gil sempre a cantem para mim.


Bem, mas o vídeo desta vez não é apenas sobre Tom, nem de sua composição já citada. É o encontro de três compositores, Tom, Chico e Dori, que tocam e cantam músicas de outro compositor espetacular, sambista, Noel Rosa, e analisam um pouco de sua produção.


Esses encontros- que eram constantes- se tornaram tão raro em tempos atuais. Porém, não são impossíveis. Pethrus, eu, Juca, Vivian já somos adeptos a este tipo de encontro. Quem quiser se juntar, ' as portas do coração estão abertas'!


Flores e se deliciem com os sambas de Noel.

domingo, 20 de novembro de 2011

Para meu causador dos meus mais lindos sorrisos



Ultimamente, tenho ouvido muito o Cd de Roberta Sá, Quando o canto reza, todo composto por músicas de Roque Ferreira. Gosto dos arranjos e a forma peculiar como Roberta Sá interpreta as músicas de Roque. O seu 'toque' de samba -canção evidencia muito as letras poéticas, metafóricas deste ccompositor.





Esta música, em especial, me emociona muito, pois me transporta a um momento muito especial, quando conheci o causador dos meus mais lindos sorrisos, meu compositor, parceiro e eterno amor, Pethrus.



Pethrus, conhecido no samba por muitos como Da Penha, está é você.



Flores, Lu.






video

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

19 de agosto: dia do fotógrafo!


Hoje, 19 de agosto, é dia do fotógrafo. Uma profissão que sempre admirei- e acompanho intensamente- , pois é a possibilidade de construir arte e poesia através de imagens e cores.

Há muitos fotógrafos mais poetas do que os ditos e classificados poetas neste universo.

Parabéns a todos que conseguem transformar um registro de um momento em eterna declaração de amor à vida!

Foto: Pethrus Bethônico (Cachoeira- Bahia)

domingo, 29 de maio de 2011

Projeto Domingo no Parque- Caymmi em Três Tempos



Sempre tivemos o desejo de prestigiar o grupo Caymmi em Três Tempos, formado por Simone Mota, Marilda Santana e Neto Costa, mas, pelo loucura do dia a dia, trabalhos e falta de tempo, nunca conseguimos ir a algumdos seus saraus.

Mas, desta vez, desencatou. E foi justamente através do Projeto Música no Parque. Valeu a pena. Sinceramente, os organizadores do projeto estão de parabéns. Pense em um lugar harmonioso! Pessoas de todas as idades dialogando o que existe de bom em Salvador. Arte atarvés da música, da dança, do sorriso, das palmas, das palavras soltas que representavam a alegria do momento.

O grupo brilhou e as participações também. Juliana Ribeiro, por exemplo, que já tinha o meu respeito por 'levar' o samba pra frente, terá minha eterna admiração, de forma explícita. Vê-la cantar a música de Seu Reginaldo, mais conhecido por nós como seu Regis, me emocionou demais! Ele merecia esta homenagem e nós também.

Parabéns a todos pela iniciativa de uma projeto tão interessante como este. http://www.musicanoparque.com.br/